Que Árvore Sou Eu?

“Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor!
Porque será como a tamargueira no deserto, e não verá quando vem o bem; antes morará nos lugares secos do deserto, na terra salgada e inabitável.” (Jr 17.5-6)

A tamargueira é uma árvore que habita em lugares desertos, quase inacessíveis, e em rochedos nas montanhas, simbolizando adequadamente a solidão.

A árvore simboliza o homem; o solo, seu coração; e o rio, a Palavra de Deus.

O lugar deserto diz respeito á ausência do Espírito. O “solo” do coração desta pessoa é inabitável para o Espírito Santo pois é cheio de orgulho e endurecido para a Palavra trabalhar á seu favor.

Portanto, ela se torna solitária no sentido de não possuir a presença do Espírito de Deus.

Por sua vez …

“Bendito o homem que confia no Senhor, e cuja confiança é o Senhor.
Porque será como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro, e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e no ano de sequidão não se afadiga, nem deixa de dar fruto.”
(Jr 17.7-8)

O homem temente á Deus é como uma árvore plantada em solo (coração) que é irrigado com água abundante (Palavra de Deus).

O “ser plantado” diz sobre:

  1. possuir um “coração” que está disposto á receber a Palavra;
  2. o zelo do Senhor pela vida de quem o teme, buscando posicioná-la em lugares nos quais possa desfrutar do melhor dentro do propósito de suas vidas;

As raízes da árvore plantada crescerem até ao ribeiro, simbolizando a busca pelo conhecimento de Deus.

Por estar plantada próximo á um rio, naturalmente atrairá outras vidas para perto de si para se alimentarem da sua fonte. Portanto, esta pessoa testemunhará a verdade do Evangelho.

O homem que vive fora da presença de Deus pode impressionar pela aparência. No entanto, por não possuir o Espírito Santo, sua força e esperança dependem das circuntâncias, pessoas … que são temporais e condicionais.

Quem possui a Palavra “enraizada” no “coração” nunca estará só pois o Espírito Santo faz morada nela, guiando e consola-a. Consequentemente, no momento da adversidade, não terá o que temer pois sua força não estará em si, tampouco nas circustâncias, mas em Deus.

Esta força e o crescimento dela são consequências principais de uma vida de comunhão com o Pai.

A paz do Senhor!

Você Conhece Deus?

Momentos após Jesus haver curado a cegueira de um homem, perguntou-o:

“Crês tu no Filho de Deus?
Ele respondeu, e disse: Quem é ele, Senhor, para que nele creia?
E Jesus lhe disse: Tu já o tens visto, e é aquele que fala contigo.
Ele disse: Creio, Senhor. E o adorou.” (Jo 9.35-38)

Este homem recebeu um favor de Jesus sem ao menos O conhecer.

Deus deseja que seu povo O conheça, o que implica em aprofundar o relacionamento com Ele. 1

“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo a prudência.” (Pv 9.10)

Temer ao Senhor significa confiar nEle e prestarmos reverência respeitável a Sua pessoa e palavra.
O entendimento deste temor é destinado a quem se esforça por o alcançar e se submete a seguir os ensinamentos da Palavra de Deus. 2

A Bíblia Sagrada é a Palavra do Senhor, testifica do caráter de Deus, Suas obras e vontade. Ela direciona o homem a obter sabedoria e entendimento, desde que permita que sua vida seja orientada pela mesma. 3

Através da oração, podemos pedir ao Senhor para compreendermos Seu propósito, além de sabedoria em qualquer área, o que nos capacita a vivermos sob sua obediência, prósperos para Sua glória e cada vez mais íntimos dEle. 4

“Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é.” (Dt 32.4)

Quanto mais intimidade com o Senhor, mais nos tornamos sensíveis para perceber sua ação em nossa vida e em tudo que nos rodeia.

” Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós…” (Tg 4.8)

Assim como aquele homem que foi curado por Jesus, creiamos em sua Palavra e O adoremos não pelo que Ele fez, mais por quem Ele é!

Deus não está presente visivelmente porém todo o universo e natureza são testemunhas de Sua existência. 5

Com os “olhos da fé” podemos enxergar Cristo em Suas obras!

“… conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.” (Os 6.3)

A paz do Senhor !

Referências:

  1. Os 6.3;
  2. Sl 34.4-7; Pv 1.7; 2.1-5; 14.26
  3. Pv 2.1-5; Cl 1.9-10
  4. Jo 14.6; 17.17
  5. Sl 8; Rm 1.20