Temor ao Senhor

Os hebreus, descendentes de Abraão, fugiram da fome que atingiu a terra de Canaã se mudando para o Egito, á pedido do aparentado e governador desta terra, José. 1

“E os filhos de Israel frutificaram, aumentaram muito, e multiplicaram-se, e foram fortalecidos grandemente; de maneira que a terra se encheu deles.
E levantou-se um novo rei sobre o Egito, que não conhecera a José;
O qual disse ao seu povo: Eis que o povo dos filhos de Israel é muito, e mais poderoso do que nós.” (Ex 1.7-9)

Então, este rei afligiu os hebreus com pesados tributos e trabalhos para impedir o crescimento deles.

“Mas quanto mais os afligiam, tanto mais se multiplicavam, e tanto mais cresciam; de maneira que se enfadavam por causa dos filhos de Israel.” (Ex 1.12)

Deus havia dito ao patriarca Abraão:

“Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência.” (Gn 15.5)

Logo, o rei de Egito, além de pecar gravemente contra a vida de inocentes, agia contra os propósitos do Senhor. Porém, nenhum dos propósitos divinos podem ser frustrados. 2

“E o rei do Egito falou às parteiras das hebréias (das quais o nome de uma era Sifrá, e o da outra Puá),

E disse: Quando ajudardes a dar à luz às hebréias, e as virdes sobre os assentos, se for filho, matai-o; mas se for filha, então viva.” (Ex 1.15-16)

A ocupação de Sifrá e Puá as posionavam estrategicamente para a eficácia do plano de faraó. Pois:

  • Devido á dor e emoção que naturalmente as mães sentem durante o parto, as mesmas tendem á ficar fragilizadas física e emocionalmente;
  • e a posição (cócoras) da parturiente permite a parteira ser a primeira pessoa á ver a criança.

Portanto, mediante os fatos, Sifrá e Puá poderiam, sem que a mãe notasse, matar a criança durante o parto, cumprindo a ordem do rei do Egito. Desta forma, haveria dizimação de hebreus do sexo masculino.

Consequentemente, hebréias que desejassem se casar, se envolveriam com os egípcios. Logo, as riquezas do povo de Israel seriam, durante gerações, direcionados ao povo do Egito.

“As parteiras, porém, temeram a Deus e não fizeram como o rei do Egito lhes dissera, antes conservavam os meninos com vida.” (Ex 1.17)

A desobediência á ordem de um poderoso rei, fizeram com que as mesmas  colocassem a própria vida em risco. Exigindo delas uma certa dose de fé na pessoa de Deus, relativo ao poderio, justiça e santidade dEle. 3

“Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam. ” (Hb 11.6)

O Senhor as recompensaram. Pois, “… aconteceu que, como as parteiras temeram a Deus, ele estabeleceu-lhes casas.” (Ex 1.22)


O temor ao Senhor é a parte mais importante da sabedoria e o elemento primordial para alcançar  intimidade (conhecimento) com Deus.

Ser temente á Deus é possuir respeito e reverência tamanha á sua pessoa, á ponto de se dispor a viver segundo a Palavra. Seja na vida pessoal, em sociedade ou espiritual, buscando a santificação constantemente. 5

Desta forma, quem objetiva agradar aos homens “ferindo” os princípios divinos, não  é servo do Senhor.  E, este temor deve ser direcionado unicamente á Deus, que é o único detentor do poder absoluto sobre nossas vidas.

“No temor do Senhor há firme confiança e ele será um refúgio para seus filhos. ” (Pv 14.26)

Durante a vida, é natural receberemos propostas para pecar contra Deus. E, á exemplo de Sifrá e Puá,  incitados a participar estrategicamente de um plano malicioso. 7 

No entanto, assim como elas, utilizemos nossas habilidades, dons e talentos para a glória do Senhor.

Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências;
Nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.” (Rm 6.12-13)


A paz do Senhor!


Referências:

  1. Gn 47.1-4
  2. Jó 42.2; Is 43.13
  3. Rm 1.17; Gl 5.5; 1 Tm 3.9; Tg 2.22
  4. Pv 9.10
  5. Pv 16.6; 23.17; Ec 5.1; Hc 2.20; Rm 3.10-18; Hb 12.28-19
  6. Lc 12.4-5; Gl 1.10
  7. Jo 7.7; 1 Jo 5.19

 

 

 

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Um comentário sobre “Temor ao Senhor”

  1. “Agora, que o temor do Senhor esteja sobre vocês. Julguem com cuidado, pois o ­Senhor, o nosso Deus, não tolera nem injustiça nem parcialidade nem suborno”.
    2 Crônicas 19:7
    Graça e Paz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *