Provisão na Escassez

“Levanta-te, e vai para Sarepta, que é de Sidom, e habita ali; eis que eu ordenei ali a uma mulher viúva que te sustente.” (1Rs 17.9)

Disse o Senhor ao profeta Elias.

“Então ele se levantou, e foi a Sarepta; e, chegando à porta da cidade, eis que estava ali uma mulher viúva apanhando lenha; e ele a chamou, e lhe disse: Traze-me, peço-te, num vaso um pouco de água que beba.

E, indo ela a trazê-la, ele a chamou e lhe disse: Traze-me agora também um bocado de pão na tua mão.

Porém ela disse: Vive o Senhor teu Deus, que nem um bolo tenho, senão somente um punhado de farinha numa panela, e um pouco de azeite numa botija; e vês aqui apanhei dois cavacos, e vou prepará-lo para mim e para o meu filho, para que o comamos, e morramos.

E Elias lhe disse: Não temas; vai, faze conforme à tua palavra; porém faze dele primeiro para mim um bolo pequeno, e traze-mo aqui; depois farás para ti e para teu filho.

Porque assim diz o Senhor Deus de Israel: A farinha da panela não se acabará, e o azeite da botija não faltará até ao dia em que o Senhor dê chuva sobre a terra.
E ela foi e fez conforme a palavra de Elias; e assim comeu ela, e ele, e a sua casa muitos dias.
Da panela a farinha não se acabou, e da botija o azeite não faltou; conforme a palavra do Senhor, que ele falara pelo ministério de Elias.” (1Rs 17.10-16)


Séculos mais tarde, Jesus disse :

“Em verdade vos digo que muitas viúvas existiam em Israel nos dias de Elias, quando o céu se cerrou por três anos e seis meses, de sorte que em toda a terra houve grande fome;
E a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a Sarepta de Sidom, a uma mulher viúva.” (Lc 4.25-26)


Deus ordenou á uma viúva que não O servia para ajudar seu servo Elias. A bíblia não relata que Deus falou diretamente á ela sobre isto. O Senhor promoveu um encontro para que a sua palavra, que estava com Elias, alcançasse á mulher.

A água é um bem essencial á vida, era escassa naqueles dias e foi solicitada á esta viúva que padecia de extrema carência de recursos. Em seguida, Elias noticiou uma mensagem de Deus que exigia dela uma prova de fé. Pois, ela deveria o alimentar antes de cuidar de si mesma e do próprio filho. Quando esta mulher agiu em obediência á palavra do Senhor, a providência ocorreu.

” O caminho de Deus é perfeito; a palavra do Senhor é provada; é um escudo para todos os que nele confiam. ” (Sl 18.30)


Depois que estes fatos ocorreram, o filho da mulher adoeceu. Ela disse á Elias:

“Que tenho eu contigo, homem de Deus? vieste tu a mim para trazeres à memória a minha iniqüidade, e matares a meu filho?” (1Rs 17.18)

Em seguida, Elias orou a Deus pela vida do menino.

“E o Senhor ouviu a voz de Elias; e a alma do menino tornou a entrar nele, e reviveu.
E Elias tomou o menino, e o trouxe do quarto à casa, e o deu à sua mãe; e disse Elias: Vês aí, teu filho vive.

Então a mulher disse a Elias: Nisto conheço agora que tu és homem de Deus, e que a palavra do Senhor na tua boca é verdade.” (1Rs 17.22-24)


O Senhor poderia ter enviado grandes sinais á viúva para a convencer de auxiliar Elias. No entanto, optou pela simples forma de o enviar para transmitir a mensagem e provar a fé dela.

Por intermédio desta mensagem e ao seu ato de fé, esta mulher pode presenciar a graça de Deus. Pois, os alimentos miraculosamente foram multiplicados continuamente na própria residência durante todo o período de seca que ocorreu na face da terra.

Porém, apenas considerou Elias verdadeiramente como “homem de Deus” quando pela oração dele ao Senhor, o menino reviveu.

Esta viúva é um exemplo típico de indivíduos que necessitam  ver grandes evidências de poder na vida de pessoas para as reconhecerem como servas do Senhor. Inclusive, não percebem a manifestação da bondade divina no cotidiano como: o dom vida, paz e provisões no lar em meio á crise que o mundo vivencia…

As bençãos diárias foram abundantes devido á graça e misericórdia do Senhor para com esta mulher. Entretanto, quando ocorreu a morte de seu filho, ou seja , quando ela perdeu algo que era importante para si, acreditou estar sendo punida por Deus.

Entretanto, a mensagem divina cumprida e enviada através de um servo do Senhor, a multiplicação dos alimentos, a morte e posterior ressurreição do menino, a demonstraram : o poder, o amor, graça, bondade e misericórdia do Senhor em seu lar.

Ensinando-a que o Todo Poderoso pode tanto operar com grandes manifestações de poder na vida das pessoas, quanto na simplicidade.

Agradecemos ao Senhor pelo dom da vida !

“Louvem ao Senhor pela sua bondade, e pelas suas maravilhas para com os filhos dos homens.” (Sl 107.8)


“Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.
Bendito és tu, ó Senhor; ensina-me os teus estatutos.
Com os meus lábios declarei todos os juízos da tua boca.” (Sl 119.11-13)


 

A paz do Senhor !

 

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *