Nas Mãos do Senhor

“Onde compraremos pão, para estes comerem?” (Jo 6.6)

Questionou Jesus a Felipe á respeito da multidão que O seguia. 1

André respondeu:

“Está aqui um rapaz que tem cinco pães de cevada e dois peixinhos; mas que é isto para tantos?” (Jo 6.9)

Naturalmente, a necessidade desta multidão não seria suprida com apenas estes recursos.

Porém…

“… Jesus tomou os pães e, havendo dado graças, repartiu-os pelos discípulos, e os discípulos pelos que estavam assentados; e igualmente também dos peixes, quanto eles queriam.” (Jo 6.11)

Cerca de cinco mil homens foram saciados, além de mulheres e crianças. 2


Jesus apresentou  um conflito (falta de alimento para uma multidão) para que seus discípulos solucionassem, provando-os. 3

Enquanto Felipe focou na ausência de recursos financeiros que possuíam para alimentar tanta gente, André atentou mais para a insuficiência de alimentos ofertados por um rapaz.

Jesus primeiramente abençoou o alimento ofertado e posteriormente, ensinou que mediante a ordem e comunhão, todos ficam igualmente saciados. 4

O milagre apenas ocorreu depois que o homem assumiu a própria incapacidade de resolver o problema, além de mostrar tudo o que tinha de disponível.

No entanto, apenas mostrou  o que tinha disponível quando o rapaz “deixou o egoísmo de lado” e entregou tudo nas mãos de Jesus para Ele decidir o melhor para a comunidade.

Assim como o rapaz desta história:

apresentemos ao Senhor os problemas que não possamos resolver sozinhos e confiemos que Ele dará o direcionamento correto para eles;

não deixe de ofertar algo em sinceridade á Deus se preocupando com a opinião alheia, nem tampouco por possuir pouco valor, pois o Senhor se preocupa com a motivação que leva a pessoa a ofertar e o quanto o ato em si significa para quem o faz. 5

Outra lição que podemos aprender:

Pessoas mais jovens, seja na idade ou na fé, podem ser importantes veículos de bênção para uma comunidade com o pouco que estão dispostas a oferecerem genuinamente.

Portanto, não rejeitemos o potencial de produtividade de cada um para o reino de Deus!


É importante mencionar que o pouco que ele possuía foi o que Jesus usou para suprir a necessidade de muitos, mostrando:

a importância de se educar uma geração para que seja sensível ao bem-estar do próximo e temente ao Senhor

e que nunca se deve desprezar nada o que Deus tenha lhe dado ou lhe permitido viver, pois tudo em nossa vida há um propósito divino.  6

 

A paz do Senhor!

 

Referências:

  1. Jo 6.2-6
  2. Mt 14.21
  3. Jo 6.6
  4. Jo 6.10-11
  5. 1 Sm 16.7; Mc 12.41-44
  6. Ec 3.1
FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *