Não Despreze sua Cruz

“Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.
Porque, qualquer que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á; mas qualquer que, por amor de mim, perder a sua vida, a salvará.
Porque, que aproveita ao homem granjear o mundo todo, perdendo-se ou prejudicando-se a si mesmo?” ( Lc 9.23-25)

Essas foram as palavras de Jesus á multidão que O seguia.

A cruz, em sentido figurado, representa as lutas que enfrentamos durante a nossa caminhada cristã diariamente. E, carregar a própria é enfrentar, por e com Cristo, provação, reprovação e angústia. 1

No entanto, não sugere que os seguidores de Cristo devam suportar algum fardo que o Senhor impôs. Mas sim, obediência espontânea, dedicação e identificação com Jesus, mesmo diante de situações extremamente difíceis. 2

Negar a si mesmo é abdicar todos os interesses, prazeres e ambições egoístas, incluindo o desejo natural de alcançar o próprio progresso, conforto e poder. Essas renúncias implicam na morte de toda maneira de viver, em favor de maior comunhão e obediência ao Senhor. 3

Jesus não obriga ninguém á O servir. No entanto, renunciar a si e “tomar a própria cruz” são pré-requisitos para se tornar discípulo seu. 4

Jesus, o Deus  Filho, desfez de toda sua glória nos céus para viver como homem entre nós e mostrar a possibilidade de se viver em santidade em uma sociedade corrupta e, principalmente,  nos ofertar a vida eterna. 5

Durante seus últimos momentos no Getsêmani, Jesus sofreu extrema angústia por conhecer que em pouco tempo seria preso, maltratado e morto em prol dos pecadores. Logo, orou á Deus Pai: 6

“Dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua.” (Lc 22.42)

Cristo expressou que não gostaria de experimentar os momentos maus subsequentes (padecer por quem não merecia). Entretanto, como servo obediente, escolheu a supremacia da vontade de Deus Pai.

A Palavra nos diz que Jesus em tudo foi tentado, porém não pecou. Portanto, não é pecado sofrermos tentações de qualquer sorte. 7

A questão é: Como você lida com a tentação?

Jesus foi tentado no deserto por satanás e o venceu com aplicação da Palavra, jejum e oração. E, no Getsêmani, superou a forte vontade de não cumprir seu ministério, devido ao sofrimento, orando insistentemente. 8 E apareceu-lhe um anjo do céu, que o fortalecia.” (Lc 22.43) 


 “Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.” (1 Co 10.13)


Pecamos quando mediante a tentação, alimentamos de alguma forma o mal que nos seduz. Portanto, a exemplo de Cristo, devemos  orar em sinceridade ao Senhor (sem perder a reverência pelo mesmo) e incessantemente (para fortalecer o espírito). 9


Jesus disse:

“O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.” (Jo 10.10)

Como ter vida abundante em Cristo “carregando a cruz” ?

A vida abundante em Cristo é a vida eterna que Ele oferece á todos participantes de seu reino, o qual é a manifestação do poder e soberania de Deus como realidade presente e esperança futura na vida destes. 10

O reino de Deus se aproxima de nós quando ouvimos seu Evangelho transformador e vemos a manifestação de seu poder.  11

Somos aceitos como filho do reino de Deus á partir do momento no qual recebemos Jesus como Senhor e Salvador, cumprimos seus ensinamentos e nos arrependemos dos pecados. 12

Os filhos do reino recebem promessas de prosperidade, provisão de tudo que precisam e não necessariamente o que queiram, ainda que o Senhor o possa realizar. 13

Facilmente, a prosperidade é relacionada á bens materiais. No entanto, o reino do Senhor não possui aparência exterior, mas espiritual e interior 14. Participar deste reino é viver a “justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.” (Rm 14.17)

Viver o reino nesta vida não implica ausência de tribulações, mas a certeza de que em Cristo temos a vitória sobre todas as batalhas, o descanso, refúgio, graça, paz, misericórdia e todo amor que precisamos. 15

Deus deseja um relacionamento pessoal conosco e oferece descanso e auxílio  em tudo para todos que nEle depositam sua fé. 16

Portanto, só deixa de ser seguidor de Jesus devido ao ” peso da cruz”  quem não conhece o Deus que serve.


A paz do Senhor Jesus!


Referências:

  1. Mt 10.21; 10.38; Gl 5.24
  2. Mt 12.28-30
  3. Mt 16.24; Mc 8.34
  4. Lc 14.26-27
  5. Jo 10.28; 14.6
  6. Mc 14.34; Lc 22.44; Rm 5.7-8
  7. Hb 4.15
  8. Lc 4.2-13; 22.39-46
  9. Tg 1.14-15
  10. Lc 13.18-21; Jo 14.6; Rm 5.19-21; 1Co 4.20; 1 Jo 5.11; Tt 3.5-7
  11. Mt 10.7;  Lc 10.9; 11.20
  12. Mc 1.15; Rm 6.22;
  13. Sl 1; Mt 6.25-34
  14. Lc 17.20-21; Jo 18.36; Rm 14.17
  15. 2Sm 22.3; Sl 91.9; Mt 12.28-30; Jo 16.33; Rm 8.37-39; Fp 4.12-13
  16. Mt 11.28-30; Hb 11.6
FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

2 comentários sobre “Não Despreze sua Cruz”

  1. As tentações e tribulações virão. O inimigo explora os nossos pontos fracos para conseguir o seu objetivo, ele nos tenta justamente naquelas questões onde não somos muito firmes e podemos fraquejar.
    Por exemplo, se temos o “pavio curto” ele nos tentará em situações em que venhamos a perder a calma, se temos facilidade em mentir, ele nos tentará nos jogar em situações em que essa atitude seja uma saída, isto é, ele sempre irá explorar os nossos defeitos.

    “Deus não deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.” (1 Co 10.13)

    Porém, devemos continuamente nos alimentar da palavra.

    Efésio 6:17 – Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.Pois, havendo abundância da palavra de deus , o Espirito Santo terá instrumento para operar em nossas vidas.

    É meditar na palavra, deixar que ela domine toda esfera da nossa vida.
    Não podemos deixar o inimigo tomar conta da nossa mente, nos culpando das tentações,tribulações. Seja humilde, abra seu coração para Deus. Pois, quem dentre os homens conhece as coisas do homem, a não ser o espírito do homem que nele está? Da mesma forma, ninguém conhece as coisas de Deus, a não ser o Espírito de Deus.

    Efésio 6: 18 diz: “Orem no Espírito em todas as ocasiões, com toda oração e súplica; tendo isso em mente, estejam atentos e perseverem na oração por todos os santos”.

    Oração de arrependimento
    Ó Senhor, meu Deus e meu Pai!
    Mais uma vez eu peço perdão. Minha alma se encontra humilhada de vergonha.
    Por causa do meu pecado, a consciência me acusa de dia e de noite, de sorte que já não encontro prazer em mais nada desta vida.
    As minhas transgressões me têm sido o pão de cada dia.
    Não posso culpar ninguém por isto; eu sou o único culpado, pois fiz o que é mau aos Teus olhos e contra Ti pequei.
    Já não sou digno de ser considerado filho Teu…
    Lava-me completamente da minha iniquidade, no sangue do Teu Filho Jesus, e restitui-me a alegria da Tua salvação.
    Cria em mim, ó Senhor meu Deus, um coração puro, e renova dentro de mim um espírito inabalável.
    Permita-me ficar na Tua presença, pois do contrário eu não suportarei mais a vida.
    Tu disseste: “Aquele que vier a mim, de maneira alguma o lançarei fora.” (João 6:37), e a Tua palavra não pode voltar atrás. Portanto, aceita-me de volta e enche-me do Espírito Santo.
    E os meus lábios manifestarão o Teu louvor para todo o sempre.
    Em o nome do Senhor Jesus Cristo.
    A paz do senhor Jesus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *