A Quem Honra, Honra

Corá, Datã e Abirão, cobiçando as posições de liderança de Moisés (profeta) e Arão (sacerdote), lideraram 200 israelitas a se oporem rebeldemente contra estes líderes no deserto após a saída deste povo do Egito. 1

“E falou o Senhor a Moisés e a Arão, dizendo:
Apartai-vos do meio desta congregação, e os consumirei num momento.” (Nm 16.20-21)

Moisés e Arão intercederam pelo povo em oração. Porém, Deus exterminou todos os  rebeldes, de forma a os confirmarem como líderes escolhidos pelo Senhor para a congregação de Israel naquele tempo. 2

“Mas no dia seguinte toda a congregação dos filhos de Israel murmurou contra Moisés e contra Arão, dizendo: Vós matastes o povo do Senhor.” ( Nm 16.41)

Moisés aconselhou Arão á fazer expiação pelo pecado da congregação pois Deus novamente havia se irado contra a mesma. 3

Arão ”  … correu ao meio da congregação; e eis que já a praga havia começado entre o povo; e deitou incenso nele, e fez expiação pelo povo.
E estava em pé entre os mortos e os vivos; e cessou a praga.
E os que morreram daquela praga foram catorze mil e setecentos, fora os que morreram pela causa de Coré.” ( Nm 16.46-49)


Esta passagem bíblica mostra o quanto a rebeldia e murmuração desagradam ao Senhor.

Israel não se contentava em ser o escolhido entre todas nações por Deus. Desejava mais honras. No entanto, cometia pecados recorrentes por ignorar a soberania divina, não confessar e não se arrependerem dos próprios erros.

A honra pode significar concessões feitas a alguém no intuito de privilegiar ou a distinguir diante das demais.


“A soberba do homem o abaterá, mas a honra sustentará o humilde de espírito.” (Pv 29.23)


A atitude soberba e a falta de temor ao Senhor conduziram os israelitas á tomarem atitudes tolas.

“O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e precedendo a honra vai a humildade.” (Pv 15.33)

A verdadeira sabedoria esta intimamente interligada ao temor á Deus. Possuir um caráter humilde e buscar a justiça são princípios para receber honras de Deus. 4

Logo, a congregação de israel, naquele momento, não  merecia receber o melhor do Senhor.

Moisés e Arão cumpriam a vontade divina ao liderar seu povo. Porém, foram injustiçados por ele. No entanto, permaneceram fiéis ás suas funções ministeriais, liderando e intercedendo em oração pela vida do mesmo. 5

Portanto, cumprir o propósito de Deus não isenta de recebermos forte oposição pelo caminho, tampouco ela é motivo para negligenciarmos o que Deus nos tem confiado.

A submissão voluntária á vontade de Deus permite que o servo viva na presença  dEle. Tal presença, gera intimidade com o Senhor e capacita o indivíduo á  vencer qualquer dificuldade. 6

Apesar de Moisés e Arão possuíssem origem simples, foram relevantes para a sociedade na época na qual viveram e, para gerações futuras, deixaram um legado de fé, fidelidade, perseverança e vitórias, pois a presença de Deus os acompanhavam.

 “… dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.
A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros …” (Rm 13.7-8)

 


“O galardão da humildade e o temor do Senhor são riquezas, honra e vida.” (Pv 22.4)


 

A paz do Senhor!

 

Referências:

  1. Nm 16.1-10
  2. Nm 16.13-14; 28-35
  3. Nm 16.44-46
  4. Pv 21.21; Lc 14.7-11
  5. Hb 5.4
  6. Ex 33.14; 2 Cr 7.14; Zc 1.3-4; Mt 11.28-30; Mt 21.21-22; Jo 15.5
FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *